REGULAMENTO AMIGO DOS ANIMAIS

1. ENTRADA DE ANIMAIS E CHECK-IN

1.1. Só é admitida a entrada de cães, não sendo permitida a entrada de outros animais.
1.2. Os cães, acompanhados pelos respectivos donos, poderão aceder ao empreendimento por qualquer uma das entradas, com excepção das que dão acesso directo aos restaurantes.
1.3. No primeiro acesso do cão, deverá ser realizado o check-in do mesmo junto da recepção, sendo necessária a apresentação da seguinte documentação: Documento de Identificação do dono e/ou responsável; Boletim de Vacinação em dia do cão; Registo de chip (caso o número de chip não esteja evidenciado no Boletim de Vacinação); Seguro de responsabilidade civil do cão.
1.4. Após confirmação de toda a documentação e, caso a mesma esteja em conformidade, será preenchida uma ficha de informação com dados do cão e do dono, que assinará um termo de responsabilidade sobre qualquer dano provocado pelo cão durante a sua permanência no hotel. Findo o processo de registo, será atribuído um “Passaporte do Cãopanheiro”, que permitirá a circulação do cão no empreendimento.
1.5. Para além dos requisitos previstos na presente norma, os donos e/ou responsáveis dos cães serão responsáveis pelo cumprimento da legislação em vigor em matéria de animais de companhia.
1.6. Apesar da exigência de apresentação do boletim de vacinas e da necessidade de renovação do “Passaporte do Cãopanheiro”, nos termos da cláusula seguinte, em caso algum será a Details responsável pelo cumprimento das obrigações de vacinação e desparasitação do cão, sendo o dono e/ou responsável o único com exclusiva responsabilidade por essa obrigação.
1.7. O dono ou responsável do animal concorda em indemnizar a Details Hotels & Resorts de todas e quaisquer reclamações ou prejuízos relativos ao seu animal de estimação ou à estadia do mesmo no Hotel, incluindo qualquer reclamação de terceiros.
1.8. No ato do check-in, o hotel solicitará um cartão de crédito válido para a cobrança dos danos ou limpezas extraordinárias referentes à estadia do animal de estimação. Ao assinar este acordo, o dono do animal está formalmente a autorizar o Hotel a cobrar estes custos no cartão de crédito durante ou após a estadia.

 

2. PASSAPORTE DO CÃOPANHEIRO

2.1. O “Passaporte do Cãopanheiro” constitui documento essencial à entrada e permanência do cão no empreendimento.
2.2. A demonstração da posse do “Passaporte do Cãopanheiro” pode ser requerida por qualquer elemento da equipa, como forma de atestar que
o cão se encontra em situação regular para permanecer no interior do empreendimento.
2.3. O “Passaporte do Cãopanheiro” caduca no prazo de um ano a contar da data da sua primeira emissão, devendo o dono dirigir-se com o cão ao local de check-in, a fim de serem verificadas novamente as condições previstas na cláusula 1.3. do presente regulamento.

 

3. CONDIÇÕES DE CIRCULAÇÃO

3.1. Cada cliente poderá fazer-se acompanhar no máximo por 1 (um) cão.
3.2. A circulação dos cães será autorizada somente nas zonas comuns (jardins, acessos às moradias, estacionamento e acessos de estacionamento ao empreendimento), expressamente se excluindo zonas de restauração (restaurante, bar e pool bar, com excepção das zonas que apresentam a sinalética “Bem-vindo Cãopanheiro”).
3.3. Os cães terão de circular sempre sob a supervisão dos seus donos, utilizando obrigatoriamente trela não extensível e com comprimento não superior a 1 metro (e açaime quando necessário e quando indicado na admissão do cão), ou em carrinhos ou bolsas próprias para o seu transporte.
3.4. O Hotel reserva-se o direito de solicitar a saída imediata de qualquer animal que apresente um comportamento perigoso ou inaceitável, tal como morder, arranhar, ladrar excessivamente, prova de doença e micção ou defecação em áreas públicas. O quarto do hóspede não poderá ser
ocupado por mais de um animal de estimação, sob pena de expulsão da
propriedade e responsabilização do dono por todas e quaisquer consequências e despesas inerentes a esse ato.
3.5. Para a segurança e conforto do animal de estimação, as equipas de Housekeeping e/ou a Manutenção só entrarão no quarto se o animal de
estimação não estiver presente ou em caso de presença, esteja devidamente preso com trela ou com outro tipo de dispositivo. Solicitamos que seja colocada no exterior da porta do quarto a sinalética disponível para o efeito, sempre que o animal de estimação se encontre no interior do mesmo.

 

4. ANIMAIS EXCLUÍDOS DO REGULAMENTO

4.1. Estão impedidos de entrar no empreendimento os cães perigosos, os considerados como raças potencialmente perigosas e os resultantes de cruzamentos com elas, nos termos da legislação em vigor, nomeadamente e entre outros, Cão de Fila Brasileiro, Dogue Americano, Pit Bull
Terrier, Rottweiller, Staffordshire Terrier Americano, Staffordshire Bull Terrier e Tosa Inu.
4.2. Estão impedidos de entrar no empreendimento animais que se encontrem visivelmente debilitados, doentes ou que não apresentem as devidas condições de higiene.
4.3. Estão impedidos de entrar no empreendimento animais com o cio.
4.4. Estão impedidos de entrar no empreendimento animais visível ou potencialmente agressivos.
4.5. A Details Hotels & Resorts reserva-se ao direito de não permitir a entrada a animais que representem risco ou apresentem características que ponham em causa o normal e regular funcionamento do empreendimento, assim como o conforto e segurança dos clientes, colaboradores
e outros animais.
4.6. A Details Hotels & Resorts, nas situações que entenda pertinentes, reserva-se ao direito de solicitar ao tutor do animal que lhe coloque um açaime durante a admissão ou visita, disponibilizado pelo empreendimento.
4.7. De acordo com o decreto-lei no 74/2007, de 27 de março, estas exclusões não se aplicam a cães de assistência.
4.8. A entrada do cliente acompanhado por animal de estimação no empreendimento prevê a plena aceitação do presente regulamento.